Quem sou


Sou natural de Recife-PE, nasci no dia 23 de setembro de 1960. Comecei a escrever faz pouco tempo (mesmo de três anos e a empolgação e a necessidade de externar meus sentimento e emoções tomou conta de mim. Sou dona de casa, calma, mãezona assumida, super romântica, intensa e não tenho medo do novo. Quero é ser feliz e corro atrás dos meus sonhos.
Meus blogs, que inicialmente fiz sem nenhuma pretensão, hoje são para mim meus diários de emoções, pois quase tudo que escrevo são momento vividos, sentidos, mas tem muito de minha fértil imaginação. Deixo com vocês a dúvida do que seja realidade ou fantasia...
Poesia pode ter regras e estilo, mas eu prefiro escrever sentimentos e este é rebelde, não obedece a nada. Quero escrever o que me vem na alma e coração. E quando alguém me ler, quero que essa pessoa pense ser ela a autora daquelas palavras, quero que nos misturemos, que ela sinta calor, desejo, arrepio, conforto, alegria e até chore... Porque sentimentos é para ser vivido e sentido. Se imaginar que não causei nada disso... para que escrever?
Como poeta, que dizem eu ser, quero viver a minha vida, com a mesma intensidade e paixão com que escrevo meus versos... arriscando-me e entregando-me sem medo de ser feliz, sempre!
Pois descobri que nessa novela, que é a minha vida, eu escolhi ser a atriz principal e não coadjuvante.

Nádia Santos

Meu primeiro livro, à venda apenas
no Clube de Autores. Não tive 
nenhum gasto, mas só pode ser 
vendido lá. Mas realizei meu sonho.


Um comentário:

  1. Grande apresentação. Mulher, sempre. Somos todos um pouco poetas/poetisas e loucos com uma razão, qualquer que ela seja, para estarmos aqui.

    ResponderExcluir

Tua visita e teu comentário são para mim motivos de alegria e são muito gratificantes, mas por favor, procure comentar apenas o conteúdo da leitura. Espero que encontre aqui algo que te conforte e te deixe com a alma mais leve ou... ardente. Volte sempre! Com carinho... Nádia Santos