terça-feira, 24 de novembro de 2015

Dentro do teu olhar (II)


Fixo meu olhar dentro do teu olhar
Esse mundo intensamente expressivo
Com tantos  mistérios a desvendar
E fica o meu olhar do teu cativo...

Fixo meu olhar dentro do teu olhar
E vejo minha imagem refletida
A louca vontade de tanto te amar
E a imensa felicidade contida!

Nesse teu olhar tão cheio de calor
Quero me ver sempre, meu amor
Habitando o (a)mar que me tira a calma

Olhos tão lindos que transmitem doçura
Que me fazem imaginar tanta loucura
Que deixa tão apaixonada minha alma!!!

Nádia Santos

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Meu corpo sente falta do teu...


Meu corpo sente falta do teu...
Do teu cheiro gostoso  e envolvente
Que faz estremecer de desejo o meu
Acendendo em mim anseios ardentes

Meu corpo sente falta de tua boca
Boca quente, faminta, gulosa...
Que fala, sussurra deixando-me louca
E cada dia mais e mais de ti desejosa!

Meu corpo sente desesperadamente
Necessidade de se confundir com o teu
Entregar-se, te sentindo intensamente
Misturado e entrelaçado ao meu...

Minha pele ainda sente a boca tua
Desejando loucamente te sentir meu
Colado e atado na minha pele nua...
Ah como meu corpo sente falta do teu.!

Nádia Santos
10/11/15

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Meu cheiro na tua pele


Quero te amar
Quero que me ames
Quero sentir o teu cheiro,
Cheiro gostoso de homem...
Quero beber o teu suor
Enquanto escorre em tua pele...
Não quero dividi-lo com os lençóis!
Quero fazer amor contigo
Até a exaustão...
Deixar meu cheiro tatuado na tua pele
Te enlouquecer de paixão!
Deixar minha voz impregnada
Nos teus ouvidos
Para quando não estiveres comigo
Consigas sentir minha presença...
Inquietando os teus sentidos!
Quero que sintas meu perfume
Em ti e no ar... Que consigas até
Ouvir os sons dos meus ais e
Que assim consigas preencher
A saudade de mim e de tudo
Que deixei presente no teu corpo...
Até que novamente (talvez)
Possa nossos corpos sentir a felicidade
De se entrelaçarem, outra vez...

Nádia Santos
11/10/15