terça-feira, 28 de julho de 2015

Procuro teu rosto

Existe uma imensa certeza
Que habita dentro de mim
Que nesse mundo de beleza
Por essas veredas sem fim
Procura-me um amor, 
Cheio de riqueza!

E por entre a multidão
Procuro teu rosto... Qual será?
Ansioso e aflito fica meu coração...
Como eu e ele te reconhecerá?
Se são tantos rostos, que vem e vão...

Enquanto a vida vai passando
Sei que você está a me esperar
Dia após dia firme, suportando
Aguardando o dia de me amar
Com os desejos, noite e dia, 
Te torturando...

Não sei a hora... Não sei o lugar
Mas chegará o dia meu amor
Que meu olhar com o teu vai se cruzar
E será inconfundível o calor
Que teu corpo no corpo irá causar

Nádia Santos
28/07/15

segunda-feira, 27 de julho de 2015

São meus desejo...

Há dias que algo intensamente grita
Quebrando o silencio que habita em mim
E essa loucura todo o meu corpo agita
Provocando-me arrepios sem fim...

São meus desejos querendo se externar
Explodir e espalhar-se pelo universo
É intensa essa vontade louca de te amar
Sem poder, transformo tudo em verso...

Queria expressar o que tenho a oferecer
Procuro palavras nesse silêncio gritante
Para demonstrar o tamanho desse querer
Mas só o corpo evidenciaria o bastante

Verias a chama dentro do meu olhar
Sentirias o calor dos meus carinhos e beijos
Ouvirias minhas mãos no silêncio falar
De minha pele exalar a fragrância do desejo

Desejaria que fosse teu corpo meu mundo
Faria-o perder o rumo, o sentido, a razão
Ouvir de tua boca gemidos e ais profundos
Pelo que faria a ti minhas pernas, boca, mãos...

Nádia Santos
23/06/15

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Dias chuvosos

Os dias andam chuvosos
Nem sempre vejo o por-do-sol
Nem tão pouco vejo pintando
O céu de vermelho, o arrebol...

O tom predominante é o cinza...
E pouco a pouco, com lentidão,
A noite cobre tudo com
O véu... da escuridão...

Não veio a lua nem vieram
As estrelas para alegrar o meu olhar
E sem inspiração não consegui
O teu rosto imaginar...

Nádia Santos
08/07/15