sábado, 31 de maio de 2014

Não tente disfarçar...

Não finjas nem tente disfarçar,
Que logo pela manhã quando
Abres teus olhos devagar 
É a minha imagem que vem
No teu pensamento ...
E que o intenso desejo 
Que toma todo o teu corpo,
É causado pela lembrança 
Excitante que tens do meu... 
Que todos os beijos molhados
Que guarda tua boca
É em minha pele nua
Que anseias espalhar! 
Não finjas, meu amor,
Confesse que és meu!
Pois o meu corpo desejoso
Completamente ardoroso
É inteiramente teu!

Nádia Santos
31/05/14

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Final de tarde


Final de tarde
Olhando o sol deitar
Vejo tudo escurecendo
Sinto a tristeza chegar
E lentamente me envolvendo...
Também com ela veio a saudade 
Que de mansinho me abraçou...
Mas formou-se, de repente,
No céu uma imagem 
E meu coração palpitou,
Pois nítida vi tua face
E todo meu ser se alegrou!

Nádia Santos
26/05/14

sábado, 24 de maio de 2014

Véu de tristeza



Olho o tempo, sinto o vento
Que balança as folhas,
Exalando das flores
Seus perfumes, que embriaga
Minha alma e que faz despertar
Em meu coração os queixumes...
Penso na vida... Em minha vida...
Em tudo que quis e não tive...
Em tudo que sonhei 
E que morreu sem ser realizado...
Dos amores que amei e que
Também morreram
Sem um toque... sem um beijo...
E dos amores que vivi
Imaginando que eram eternos
Mas que morreram afogados
Em lágrimas e desilusões.
E foi culpa minha, sim!
Por tanto amar e querer retorno
Quando deveria apenas, amar
Sem nada esperar...
E a felicidade? Tão tola a procurava... 
E olhando para trás descobri 
Que a tive tantas vezes e nem sabia!
Mas agora, aqui, sentada 
Olhar perdido no vazio
Enquanto a solidão me abraça
Quero chorar mais em  meus olhos,
Cansados, não há lágrimas...
Só um véu de tristeza e estio...

Nádia Santos
24/05/14


quarta-feira, 21 de maio de 2014

Doce recordação


Enquanto o tempo cruel
Lentamente passa, ficam
Pendidos os braços meus
Cansados de tanto esperar
Para apertar forte entre eles
Esse corpo quente teu...

Tanto sofrem minhas mãos
Que desejam ávidas passear
Por tua pele demoradamente...
Porém dementes e vazias
Sente falta de ti, meu amor
Por te desejar, ardentemente!

Enquanto o tempo, sem piedade
Vai passando com mansidão
Ficam à procura os olhos meus,
Dos teus em meio à escuridão...
Mas tu não vens e fico triste
Desejando, amor, a luz dos teus!

Aguardando teu retorno, sofro
Vivendo dos poucos momentos
 De uma doce recordação...
Mas são com elas que preencho
O vazio e acalento a saudade
Que sinto por ti minha paixão!

Nádia Santos
17/05/14


segunda-feira, 19 de maio de 2014

Parei de fingir


Ontem eu fingir
Que não te esperei...
- Mentira, te esperei sim!
  E contigo sonhei

Ontem eu fingir
Que não te desejei...
- Mentira, desejei demais!
  E sozinha te amei

Ontem eu fingir
Quer eras uma fantasia...
- Também foi mentira! Porque
   já te beijei, minha alegria

Hoje eu parei de fingir
 Escuto somente meu coração...
- É verdade! Porque ele me diz
  Só querer a ti minha paixão!

Nádia Santos
19/05/14

domingo, 18 de maio de 2014

Falando de amor

Vejo a tarde cair vagarosamente
E com ela revivo ilusões imensas
Tantas que tive e que dolorosamente
Causaram ao coração dores intensas

Vejo o revoar de pássaros aos ninhos
Cantando cada um sua bela canção
Enquanto meu coração tão sozinho
Anseia falar de amor ao teu coração

E ao teu coração desejava agora
Falar dessa paixão que me devora
Provocando alegria e inspiração...

E enquanto o sol deitava de mansinho
Contigo abraçada e com todo carinho
Sentiria juntinho do meu, o teu coração.

Nádia Santos
17/05/14

sexta-feira, 16 de maio de 2014

À tua espera


Meu amor, cheguei a conclusão
Que nasci para esperar por ti...
Pois há muito vivo nesse estado
De constante espera e por vezes
Alma, corpo e coração
Loucamente se desespera!
Numa mistura de ansiedade
Com saudade, de momentos
Que não vivi, mas o pensamento
Desenha levando-me para 
Junto de ti. Loucura? Talvez...
E os meus dias tem sido assim...
Desperto e logo me pego
Esperando-te outra vez...
Com a única certeza que tenho
A de que continuarei te esperando
Com o coração por ti palpitando
E cada dia mais te amando!
- Estou à tua espera...

Nádia Santos
16/05/14


Alma ardente


Ah meu amor...
Minha alma por ti desatinada
Apaixonou-se perdidamente
E agora surpreendida
Deseja-te desesperadamente!

Ah meu amor...
Essa minha alma ardente
Louca por tanto te querer
Deseja estar ao lado da tua
Para que seja feliz o meu viver

Ah meu amor...
É à noite que minha alma
Sai enlouquecida à tua procura
Deixa-me prostrada e nua
E vai ao teu encontro, sua cura!

Nádia Santos
14/05/14


terça-feira, 13 de maio de 2014

Tempo que maltrata

Fecho meus olhos e recebo
De ti, indesejada ausência,
Carinhos dos quais eu bebo
Misturados a minha carência

Sentindo que o tempo parado
Maltrata o coração e a mim
Ele vai segurando apertado
Às horas torturantes e sem fim

Querem se abrir os olhos meus
Mas sem ter o brilho dos teus
Continuo mantendo-os fechado

Passa o tempo, conto as horas
Mas a tristeza só irá embora
Com teu corpo ao meu abraçado.

Nádia Santos
13/05/14

domingo, 11 de maio de 2014

Filha e mãe

Saudade de um anjo chamado mãe

Como vai mainha, que saudades!
Já faz tempo que partiste para a eternidade
Espero que estejas feliz, com aquele sorriso
Pois tenho certeza, que te encontras no paraíso!
Nunca te esqueci... Estás em minhas lembranças!
Sei que um dia vamos nos encontrar...Ah doce esperança!
Recordo do teu jeitinho, tua dedicação
Teu nome e imagem estão gravados no meu coração!
Sabia que a senhora me faz falta?
Do seu amor, dos ensinamentos, do seu carinho...
E do seu abraço, protetor e quentinho....
Deus te levou... Tudo bem! Anjo tem que voltar
E quando olho pro céu e vejo uma estrela piscar
Sei que são teus olhos mainha, a me iluminar!

Nádia Santos
**************************


Filhos...

Há quanta alegria me vai à alma
Sou filha agraciada e abençoada
É grande a bondade do Pai pra mim
Sou uma mulher plenamente realizada

Agraciada fui com duas gestações
A cada filho nascido, era tanta emoção
Agradecida à Deus pedia inspiração
Educando seguindo o meu coração

O tempo seguiu, a alegria aumentou
Tornaram-se adultos, a meninice passou
Seguiram conselhos, ouvindo a família
Hoje eles são, pessoas muito queridas

Minha filha se transformou uma flor
Uma linda mulher ela se tornou
Guerreira, forte, determinada
Amiga querida, filha abençoada

Meu filho amado cresceu também
Bonito, elegante, homem de bem
Destemido e decidido desde menino
Tomando às rédeas do seu destino

Cada um segue agora seu caminho
Formando opinião, decidindo sozinho
Maria Júlia e João Victor, seres lindos...
Amo demais, meus queridos filhinhos.

Nádia Santos
***************


E para todas as mulheres que por aqui passam,
um feliz dia das mães.
Bjusssssss

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Procuro teus olhos

Procuro no véu que encobre
O tempo lento, na escuridão
Que tanto assombra, teus olhos
Para iluminar meu coração

Esse doido coração que no peito
Arde qual uma fogueira ardente
Desejando amor os teus carinhos
E os beijos molhados e quentes

Mas até a lua que a noite enfeita
Sumiu e todos meus apelos rejeita
E reprimo o desejo que aflora...

Tristonha e desolada adormeço
Na madrugada de saudade padeço
Esperando que chegue a aurora...

Nádia Santos
09/05/14

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Urgência

Quando se tem urgência
De viver, beber a vida
Esperar é angustiante!
Esperar o que se deseja
Talvez uma fantasia,
Uma quimera ou
Algo que nunca aconteça...
E vamos nos enganando,
Nos iludindo, sofrendo,
Chorando, enquanto se sonha
Com beijos ardentes,
Abraços apaixonados,
Juras de amor...
Tudo engano, vestido de sonhos!
São apenas tantos desejos
Que terminam em desilusões,
Deixando nosso ser tristonho...
Melhor por os pés na realidade
E deixar de maltratar o coração...

Nádia Santos





terça-feira, 6 de maio de 2014

O amor chegou

Excepcionalmente hoje aqui, um mini conto

Ela estava pensativa... Com mais perguntas do que respostas. Muitas vezes ficava assim... um pouco descrente, cheias de bobagens na mente, que a inquietava, a deixava tristonha... Seu peito, seu corpo, seu ser e sua alma transbordando de amor, carinhos, desejos necessitava de outro peito, de outro corpo, de outro ser, de outra alma... gêmea, afim, não para completar a sua, mas para fazer transbordar tudo que nela gritava ardentemente. Onde ele está? Porque não me encontra? Será que não ouve meu chamado, meus gritos loucos de amor?! - Ela ficava a se perguntar. Mas quando a noite chegava, ela mergulhava fundo nos seus sonhos em busca de seu amor, pois lá ela sabia que o encontrava... E quando a aurora chegava, já renovada e com o coração cheio de esperança ela voltava a ter a certeza que o encontraria. E assim, numa noite ela olhou o céu, distraidamente, e uma única estrela brilhava, e quando seu olhar fixou nela seu brilho resplandeceu ainda mais. Ela olhou para os lados - ela está brilhando só para mim? - Sim! Sua estrela chegou sua boba, não percebe, não sente? Abra seus braços que o amor chegou, vivá-o intensamente e não pense em mais nada - Ela ouvia o seu coração dizer.
E naquele olhar ela mergulhou, se perdeu mas se encontrou. Seus corpos se fundiram, suas almas se uniram e agora o que era dois tornou-se um.

Nádia Santos
06/05/14

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Com você...

Com você os males são findo
Tudo para meus olhos tem beleza
Os dias são de sol e tão lindos
Sinto em mim imensa leveza!

Com você meu coração extasia
Não sei mais o que é tormento
Pois tu és minha paz e alegria
Que habita meu pensamento!

Com você sinto-me desejada
Meu amanhecer é mais belo
Sinto-me uma rainha amada
Vivendo de amor num castelo

Com você veio enfim a mudança
Tudo em mim se transformou
Não me abandona a esperança
Desde que teu olhar me iluminou

Com você é tudo tão intenso
Perdi completamente a razão
Domina-me um querer intenso
Que enlouquece meu coração!

Com você, meu amor, finalmente
Quero passa lindas madrugadas
Fazendo muito amor e aguardando
Chegar a aurora, contigo abraçada...


Nádia Santos
30/04/14