quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Só eu sei...

Nunca duvides desse meu amor
Nem mesmo por um segundo
Ele é a chama que me dá calor
Ele é ardente, leal e profundo

Meus pensamentos são para ti
Cada momento, segundo e hora
E é teu todo esse imenso sentir
Toda essa paixão que me devora

Te amo! E o quanto... só eu sei...
Mas tu deverias também saber
Pois tudo que para te entreguei
Foi pela paixão que me faz arder
Nádia Santos
25/02/13

*Imagem do Google

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Quando chega a tempestade

De repente surgiu um vento frio
Gelando inteiramente sua alma
Como um triste aviso sombrio
Percorreu pelo corpo um arrepio
E sentiu indo embora a calma...

Sentiu fugir sua tranquilidade
E envolver-lhe uma nuvem escura
Vendo ir embora sua felicidade
Perdida ela ficou na tempestade
Tendo abalada sua estrutura

Num redemoinho de sentimentos
Num misto de surpresa e desilusão
Viu seus sonhos levados pelo vento
Um pavor tomou-lhe nesse momento
Mergulhou em incerteza seu coração
Nádia Santos
27/02/13

A dor da saudade

Para uma amiga (ela saberá que escrevi para ela) que recentemente perdeu seu amor. Com todo respeito por este momento difícil que agora ela passa e com todo meu carinho., esperando que ela encontre a paz e a luz para continuar.
***************************************

De repente, não mais que de repente
Não te vi parti, pois foste levado...
Levado para distante de mim...
Sem um adeus, sem abraço, sem um  beijo...
Ficando apenas em mim, a lembrança
Da última vez, que em mim,
Despertasse aquele ardente desejo...
Tudo bem... sem que não foi voluntário
Foste arrebatado, pois no céu, urgente
Precisavam de mais um anjo poeta
E assim foste para se reunir juntos ao teus.
Está bem... sei que estarás sempre comigo
Que virás abraçar-me quando sentir-me triste
Com saudade de ti.  Que enxugarás
Minhas lágrimas, que por um tempo,
Insistirão em cair, mas tu entenderás... eu sei...
Deixastes tanto de ti, que aos pouco
Meu coração e minh'alma se acalmarão
Quando fechar meus olhos e ouvir tua voz,
Sentir teu abraço e teu beijo
E quando por noites adormecerei
Lendo teus versos transbordando desejo...
Tuas lindas poesias, que ficarão
Eternizadas na minha memória
E aonde tem tanto de ti... de nós...
Um dia, não sei quando, essa dor  
Que tanto machuca e dilacera minh'alma 
Se tornará numa doce e eterna lembrança...
Então...adeus amor... até um dia... 



terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

300 seguidores!



Há um tempo, não tão distante, nem imaginava ter um blog, muito menos atingir 300 seguidores... Pois não é que Gritos da alma atingiu este número! Estou muito feliz! Quando os primeiro surgiram, foi uma imensa alegria e agora, saber que tantas pessoas me seguem, por gostar do que escrevo me traz uma imensa felicidade e uma sensação prazerosa. Escrevo por prazer e sempre que escrevo é para trazer algo de bom, de agradável às pessoas que aqui passam.  Quero agradecer o carinho e a  atenção de todos, visitantes anônimos e os muitos que, além de seguidores, já tornaram-se queridos amigos (virtuais, mas amigos). A todos, meu muito obrigada e deixo um beijo carinhoso em cada um. Deixo também um selinho comemorativo que fiz, para aqueles que queiram levar. Adoro vocês!!!


Nádia Santos

************************************

Acrescento hoje (27/02/13) este dois selinhos/presentes que recebi de duas queridas e graciosas amigas, às duas, meu carinho e meus agradecimentos, grande beijo!

Presente vindo lá do Uruguai da querida
amiga Cristina, conheçam seu blog:
***
Presente da minha amadíssima 
amiga Gracita, para quem não conhece
aqui deixo o link de seu blog:



segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Ausência

Não sei se suportarei...
Não sei se meu corpo suportará
A ausência do teu corpo quente,
Que como um imã atraí o meu ardente!
Não sei se suportarei a saudade, que irá
Me machucar e torturar loucamente,
Sentindo falta da tua boca
Sempre sedenta, desses teus braços
Sempre tão quentes, onde me perco e
Me aninho ora inocente, ora indecente...
Quando estamos abraçados, juntinhos
Corpos frenéticos, colados... Tu em mim...
Eu em ti... Existe algo inexplicável
Uma paixão, um sentir incontrolável!
Esse sentimento louco, do qual estou sempre
Com imensa saudade... E passa o tempo,
Passa as horas e vai aumentando de intensidade.
Ficar longe do teu corpo será a maior das
Penitências. Não sei como suportarei...
Será dolorido demais amor...
A tua ausência...

23/02/13

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Será tarde...

Se um dia eu partir
Seja por qual motivo for
Terás tanto de mim em ti
Que por todas as horas
Do dia e da noite
Estarei em teus pensamentos...
Se um dia eu partir
Seja por qual motivo for
Sentirás na tua pele
Meu cheiro tatuado...
Sentirás na tua boca
Todos os beijos molhados
Que te deixavam enlouquecidos,
De te arrancavam suspiros
Pouco a pouco...
Mas se um dia eu partir
Talvez carregues tu remorsos
Por não ter confiado
No meu sincero amor
Então será tarde...
Não sentirás mais o calor
Do meu corpo ardente...
Nem verás no meu olhar
Todo o amor que por ti
Sinto imensamente...

Nádia Santos
São Luis - MA
23/02/13






quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Era uma vez... Adeus!

Poderia começar assim:"Era uma vez..."
Como se inicia um belo conto de fada
Mas nem bem começou, tudo se desfez
Nossa história se findou, não deu nada!

Não sou a princesa dos conto de fada
Talvez não fui aquilo tudo que esperavas
A amiga, a amante, uma mulher dedicada
Parece não fui tudo o que precisavas...

Não vou ficar por amor mendigando
Nem viver como um verme rastejando
Nem mesmo implorando teu carinho...

Se não estou, querido, a altura de ti
Volto ao meu canto, logo vou partir
Pegarei a estrada, seguirei meu caminho


Nádia Santos
15/12/11

*Reeditada

Uns dias off

O mesmo sentimento que nos enche de alegria e felicidade, nos envolve numa enorme decepção. Sabemos que não é o amor que nos decepciona, mas sim as pessoas, nas quais depositamos nossa total confiança, e para mim, não poderia ser diferente pois quem ama confia. Não estou bem e por isso vou ficar uns dias quietinha. Farei apenas algumas visita. Espero encontrar as minhas inspirações, nas minhas fantasias loucas novamente, pois no momento meus pensamentos estão encobertos de nuvens escuras. Mas não sou de me entregar, pois tenho confiança numa força maior e iluminada, essa sim, minha inspiração permanente. Beijos pra vocês amores, logo volto. 
20/02/13

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Tudo ilusão


Um vendaval devastador
Destruiu o meu mundo
Que está assolado pela dor
E num escuro profundo...

Um a um, os meus sonhos
Vi todos serem esmagados
E num desespero medonho
Ficou o coração despedaçado

Ah meu Deus que pesadelo!
Eu que cuidava com desvelo
Do meu castelo cor-de-rosa

Achando que era perfeito...
Tudo ilusão... bem feito!
Tudo fantasia mentirosa...
Nádia Santos
19/02/13







segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Começar de novo

"Começar de novo..." Parece letra de música...
E é! E será essa, mais uma vez, minha frase,
Pois não tenho medo de assumir meu fracasso...
Fracasso não! Fracasso seria se não tivesse
tentado, ficando sem saber se daria certo ou não...
Mergulhei fundo, me doei, intensamente!
Cada dia, cada hora, cada minuto...
Agora sei que tudo só dura o tempo
Que tem que durar  e que não adianta sofrer 
Por algo que não se pode mudar....
Então, só me resta zerar tudo e ... recomeçar!
"E contar comigo..." E no final, estou só...
Eu, e eu mesma... e no final é sempre assim...
"...ter me machucado, ter sobrevivido..."
Não se machucar no amor... É  impossível!
E se me decepcionei, a culpa foi minha, 
De mais ninguém, por esperar das pessoas
Coisas que elas não podem me oferecer...
Mas eu vou sobreviver... Mais uma vez!
E como nossa vida é um livro e,
cada dia é um capítulo, é preciso termos
uma trilha sonora... para cada tristeza,
para cada decepção, para cada momento...
e ela se encaixa, perfeitamente, ao que
estamos sentindo e vivendo.
E como não tenho medo de zerar tudo,
 minha música é: "Começar de novo..."
Nádia Santos






Inunda-me...

Estava amor, sentindo-me vazia...
Vazia dessa tua essência tão vital
Essa essência jamais me enfastia
E que me faz sentir algo sem igual

Quando sobre meu corpo derramas
Teu suor, tua essência loucamente
Incendiando meu ser e nossa cama
Explodindo a paixão intensamente

E meu corpo, todo assim, inundado
Totalmente... inteiramente de ti
Após os gemidos e os ais libertados
Entrego-me, demente, a esse sentir

Segue a noite calma, que esvanece
Vendo nossas silhuetas abraçadas
Adormecidas, pois logo amanhece
Reacendendo a paixão desvairada!
Nádia Santos
17/02/13

*Imagem do Google





sábado, 16 de fevereiro de 2013

Medo de te perder...

Sempre que te vejo meu amado
Ilumina-se todo o ambiente
Os temores fogem desesperados
Feliz palpita o coração ardente!

Minh'alma eleva-se intensamente
Quando vejo no teu olhar paixão
Meus olhos te fitam languescente
Vibrando meu corpo de emoção!

Mas por vezes fico assustada...
Abraço-te forte, não digo nada
Com um medo doido de te perder...

E este medo invade-me a alma
Ficar sem ti, tira-me a calma
Seria triste demais o meu viver...

Nádia Santos
31/01/13

*Imagem do Google

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Um único desejo

O teu corpo... é minha cama macia...
O meu corpo... é teu cobertor quente
Em nossas noites de delírio e fantasia
Somos dois amantes loucos e ardentes!

Entregues às nossas tantas vontades...
Mãos percorrem caminhos conhecidos
Com toda desenvoltura e agilidade
Libertando gemidos agora incontidos

É chegado o nosso momento ardente
E é um único desejo... o meu e o teu....
Existindo apenas nós dois... somente...
No instante em que sou tua e tu és meu
Nádia Santos
14/02/13

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Sempre a esperar...





Quebro-me em pequenos fragmentos
Quando não sente meu corpo ardente
Teu corpo, que para o meu é alimento
E que abastece-me... completamente!

É assim que ficamos, eu e minh'alma...
Totalmente carentes e despedaçadas
Sem tuas carícias que nos tira a calma
Que nos excita e nos deixa arrepiadas

Gosto quando chegas indecentemente
Quando tomas meu corpo impetuoso
Acendendo este desejo intensamente
E rendida entrego-te meu ser ardoroso

Não deixas meu corpo descansar tanto
Quero-te! Vem dentro de mim residir...
Toma posse de todos os meus recantos
Este corpo está sempre a esperar por ti.

Nádia Santos
12/02/13









segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Meus segredos

Vem e desvenda 
os mistérios do meu corpo.
Seja o desbravador 
dos meus ocultos segredos.
Caminha perigosamente 
por minhas curvas e retas...
Siga sem medo porém pare onde
teu instinto de caçador sinalizar...
Vem e procura dentro de mim 
a fera que te espera...
Toma-me... doma-me... 
ponha-me no chão...
Açoita-me com teus beijos... 
prende-me nos teus braços...
Segura-me firme e ardentemente
Enquanto, demoradamente, 
Possua-me com paixão...
Nádia Santos
11/05/11

*Imagem do Google

Paixão transcendental

A tua paixão me entorpece...
Quando sinto teu olhar desejoso
O teu toque me enlouquece
Tua carícia meu corpo entontece
E viajo num sonhar ardoroso...

Ah esta paixão tão envolvente
Ela pressente minhas vontades
Faz minha noite mais quente
Despertando minh'alma dolente
Proporcionando-me felicidade!

Ah esta paixão é tão diferente!
Tem algo de transcendental
Sabe ler na minha alma ardente
Sabe cativar e se fazer presente
Alma gêmea, estamos juntos afinal


Nádia Santos
11/02/13










sábado, 9 de fevereiro de 2013

Preenche-me...


Quando me olhas assim
Com esse olhar indecente
Tudo ao redor desaparece
Um desejo incontrolável
Me domina, me enlouquece!
Vem... não demora... apaga
Essa chama que me devora
Sente o cheiro que meu corpo exala
Pela louca vontade de te ter...
Completa meu corpo 
Com uma parte do teu ser...
Preenche-me de ti!
Desvenda meus loucos segredos
Que estavam guardados esperando
Que calmamente e ardentemente
Fossem por ti revelados, para juntos
Cometermos com amor... por amor...
Os prazerosos pecados da carne...
Vem... vamos deixar explodir a paixão
Prender o tempo nos nossos corpos,
Cometer loucuras...perder a razão...
Nádia Santos
09/02/13

*Imagem do Google

Quando estás perto...

Quando estás perto de mim
Quero no meu corpo te amarrar
Quando estou em teus braços
Não quero de ti me afastar!

Quando estás de mim distante
Sinto tua presença intensamente
Pois estás em mim, dentro de mim
Impregnado... profundamente...

Contigo é belo cada amanhecer
Minhas noites são de loucuras
Alegras diariamente meu viver
Essa intensa paixão é minha cura

Quando estás perto de mim
O teu corpo, delicioso, me aquece
Cresce um ardente desejo sem fim
Que me incendeia e enlouquece!

Nádia Santos
09/02/13


quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Universo

No teu corpo gosto de fazer versos...
De amor...ardentemente apaixonados 
Ritmados, com muitos sussurros e ais 
Cometendo por amor todos os pecados 

No teu corpo gosto de escrever poesia... 
Com essa paixão que tenho por ti 
Com as minhas mãos já em agonia 
Trêmulas por um intenso sentir 

No teu corpo gosto de escrever poesia... 
Enquanto o desejo em nós inflama 
Nessa nossa harmoniosa sintonia 
Vira um lindo paraíso, nossa cama! 

No teu corpo gosto de fazer versos... 
Mergulhada em ardentes fantasias 
Perdida, intensamente nesse universo 
Onde em delírio até a alma extasia! 

Nádia Santos
07/02/13






quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Imponência

Gosto de te ver dormindo assim...
Após me amar daquele jeito teu
Com este corpo másculo, quente
Que voluptuosamente foi tão meu! 

Gosto de tua imponência admirar... 
Ela atiça minhas loucas fantasias 
Os recantos do teu corpo quero olhar 
Uma visão que até minh'alma extasia! 

E fico assim... demoradamente... 
Te contemplando na escuridão 
Te devorando ardentemente... 
Alimentando minha doida paixão 

Adormeço com teu cheiro em mim 
Já sentindo vontade do teu beijo 
E quando a manhã chegar enfim 
Hás de aplacar esse louco desejo... 

Nádia Santos
05/02/13















terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Estrela

Teu olhar brilhante é como um farol!
Está sempre meu caminho guiando
E minhas noites de brumas iluminando;
É meu sol ardente aquecendo o dia
Levando, pra longe, as nuvens escuras
Trazendo-me imensa paz e alegria
Livrando-me de todas as amarguras!

Teu olhar é estrela que me guia!
Que surge nos momentos de tristezas
Trazendo-me de volta todas as certezas;
Certezas que já imaginava bem distante
Mas que retornam para dentro de mim
Ainda mais fortes... mais vibrantes
Numa felicidade que não tem fim!

No teu olhar eu vejo... amor e paixão!
É o olhar profundo que sempre esperei
É o olhar de desejo que não esquecerei...
E estes teus olhos sorrindo para mim
São o meu porto seguro, o meu abrigo
Sem eles seria tudo triste... seria o fim
Não vê-los... seria um cruel castigo!


Nádia Santos
28/01/13


segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Não resisto...

O que fazer se com esse olhar
Sou seduzida completamente
E sedenta quero me entregar
Com devoção e loucamente!

Sentindo tuas mãos quentes
O meu corpo todo percorrer
Agilmente... ardentemente...
Me fazendo enlouquecer...

Se és meu dono, meu soberano
Faz deste corpo teu domínio
Te apodera totalmente insano
Que não resisto ao teu fascínio

E esse desejo é um tormento
Que por vezes me desespero
O teu corpo é meu alimento
Que para meu corpo eu quero!

Nádia Santos
04/02/13



*Imagem do Google

Encontro

Lembro-me... estávamos distantes...
Pensava que não mais te encontraria
Que nosso encontro não aconteceria;
Porém, a minha alma ainda assim
Escutava sempre o teu chamado
Sabendo que se realizaria, enfim
O nosso encontro já determinado!

Era mútua essa louca certeza!
E mesmo diante da adversidade
Ambos acreditavam nesta verdade;
Sei que sentias a minha aflição
Sei que ouvias o meu clamor
Quando chorando pedia em oração:
Vem pra mim... vem meu amor!

Onde tu estavas eu não sabia...
Mas uma certeza havia no coração
Que estarmos juntos, não tardaria não!
E este encontro pela vida foi marcado
Foi doce, mágico, cheio de emoções
E pela poesia ele foi concretizado
Unindo dois apaixonados corações!
Nádia Santos
28/01/13

*Imagem do Google






domingo, 3 de fevereiro de 2013

Véu misterioso



A lua quando surge a noite, 
Vem envolta em um véu misterioso
Que nos encanta e fascina...
Deixa meu corpo ardoroso
E assim me desnudo
Das vestes que me incomodam
Pois meu corpo em gritos mudos
Te chama ardentemente,
Desejando que me ames
Doidamente... intensamente!

Nádia Santos
30/01/13







sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Tu e eu...

Aqui, em nossa casa...Tu e eu... 
Apaixonados e loucos amantes,
Lá fora o céu lindo e inconstante.
Nublado hoje... ensolarado amanhã...
Tem o mar, sempre a nos inspirar,
Encantando nossa manhã,
Embalando nosso sonhar!

Lá fora os pássaros cantam o amor,
As flores exalam perfumes estonteantes,
Nos alegrando com suas cores vibrantes!
Lá fora vibra a vida com intensidade,
Que Deus generosamente nos deu,
Aqui, tu e eu, o amor e a felicidade,
Por eu ser tua e tu seres meu!

Nádia Santos

01/02/13

*Imagem do Google

Por ti louca

Não preciso de palavras, amor
Pois elas fogem de minha boca
De tanto desejo sinto um ardor
E sabes que estou por ti louca!

Meu corpo entra em convulsão
Se entrega as tuas carícias ardentes
Quando toca-me suave tuas mãos
Ele todo estremece e não mente

Teu olhar tem um brilho fulgente
Que desperta desejos ardentes
E faz minha alma desfalecer...

Nossos corpos se fundem é delírio
Terminando de vez nosso martírio
Entre fantasias que fazem enlouquecer!

Nádia Santos
25/01/13

Imagem do Google