quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

A tua espera...

Ficava no meu quarto imaginado
Que na madrugada ele andaria
a ermo, louco , me procurando
E para seu mundo me levaria...

E a lua iluminava seu caminho

Quando no chão ele pisava...
Para que não se sentisse sozinho,
Raios de luz o chão iluminava...

Mergulhada em louca quimera

Ficava, meu querido, a tua espera
Todos os dias... ansiosamente...

E minha boca de felicidade emudeceu

Quando para mim os braços estendeu
Beijando-me ardente e ardorosamente!





Nádia Santos

São Luis-MA
10/12/12

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Noite de magia

Hoje é natal, amor!
Estás sentindo o cheiro de magia,
De encantamento, parecendo poesia?
Um clima de amor misturado
Ao cheiro de incesso, o calor das velas...
Tudo isso é tão excitante, emocionante...
Sinto o corpo elevado... revigorado...
Hoje é natal, amor! Já te disse que te amo?
Te amo... E hoje, mais que ontem!
E depois que cansados, todos forem dormir,
Depois que as luzes se apagarem,
Deixaremos apenas as velas acesas...
E na penumbra, entregues ao silêncio
Da madrugada, quero escrever versos...
Com rimas ardentes neste teu corpo
Deslumbrante... estonteante!
E nele quero fazer rimas loucas
E te fazer delirar, beijando
Indecentemente tua boca...
Meu corpo, sempre carente e quente
Entregarei aos teus desejos, ensandecidos...
Ardendo em fogo... totalmente ardoroso
E que nele te percas em prazerosos gozos...
E pela madrugada passaremos e
Esperaremos, sem pressa,  a aurora...
Enquanto minha mão... a tua mão, com alegria,
Vão escrevendo em cada curva 
Do meu corpo... do teu corpo...
Lindas... e ardentes poesias!


Nádia Santos
São Luis-MA
24/12/12

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Um dia...

Um dia, 
Despertaremos e descobriremos
Que o sol no céu brilhando
Não  serve apenas para nos aquecer
Ele nos dá energia para continuar lutando!
Que ele não se põe ao acaso...
E que ele sempre retorna triunfante
Nos dizendo que na vida, um novo dia
É um renascer vibrante!
Que a cada nova aurora é nos dada 
A oportunidade de apagar os erros
E se perdoar...
Varrer do coração, orgulho e vaidade
Nos deliciar com a brisa no rosto,
Com os pés descalços, sentindo o chão.
Escutar o gorjear dos pássaros
Ficando exaltado o coração.
Mandar a tristeza embora,
Parar com as lamentações,
Arrancar da alma a mágoa,
Tirar do peito a preocupação.
Um dia, despertaremos e veremos,
Que é na simplicidade, na natureza,
Que é na vontade de mudar, na paciência
Que encontraremos a felicidade
E toda sua leveza!


Nádia Santos
São Luis-MA
10/12/12

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Coração de poeta

Ser poeta é ser tudo... e não ser nada!
É cantar nos versos um jardim florido
E ter a alma perdida  num vazio...
É cantar a beleza das águas
E viver num deserto cheio de mágoas...
É cantar a alegria e o amor
Quando só conhece da vida amargor,
Solidão, decepção, tristeza...
É descrever a felicidade
E ter só a dor como certeza...
É falar da saudade com maestria
É descrever o pranto com magia
Sem dizer que no seu coração
Saudade e pranto, já fizeram moradia!
Ser poeta tem suas compensações;
Ele conversa com a lua,
Viaja nas estrelas e constelações,
Acompanha o mar em suas canções...
Controla o tempo... é amigo do vento!
Ele e a natureza estão em sintonia.
Ah os poetas! Por alguns incompreendido...
Talvez, quem de muitas dores tenha compadecido
Saiba o que o coração do poeta, possa ter sofrido...



Nádia Santos
São Luis-MA
25/12/12

Ah se pudesse...

Ah meu amor...
Se pudesse ter agora
Teu louco beijo ardente
Bem molhado e quente
A saudade ia embora...

Ah meu amor...
Se pudesse ter agora
Tuas mãos nos meus seios
Despertando meus anseios
Estremeceria sem demora...

Ah meu amor...
Se pudesse sentir agora
O roçar de nossas coxas
E de amor molhar a colcha
Como nas noites de outrora...

Ah meu amor!
Enquanto a tarde expira
E o sol se vai num suave lume
Envolve-me o teu perfume
E doido, o coração suspira...

Nádia Santos
São Luis-MA
07/11/12

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

É bom chorar

Quando dá vontade, é bom chorar...
Deixo fluir sem pressa o pranto
Deixo pela face a lágrima rolar
Como a bailar ao som de um canto

Deixo ela cair cristalina e pura
Alegremente, viva e fulgente
Que lave do olhar a amargura
Assim ele ficará mais luzente

A lágrima gosta de se fazer lembrar...
Por isso sinto vontade de chorar
Ás vezes, por qualquer inquietação...

E depois de chorar também minh'alma
Sentirei envolver-me uma imensa calma
Trazendo-me paz ao meu coração...


Nádia Santos
21/10/12

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Meme - Laços de incentivo à leitura





A linda Juliene Fernaz,
do blog http://entrereaiseutopias.blogspot.com.br e
Donetzka, do blog
 http://donetzkatextosbonitoseimagenslindas.blogspot.com.br
me indicaram para participar desse Meme
de incentivo à leitura que é muito legal, obrigada.

As regras:
- Postar o laço no blog;
- Indicar 10 blogs;
- Avisar os blogs indicados sobre o Meme;
- Responder à pergunta: "Qual livro você indicaria 
   para uma pessoa começar a ler?";
- Comentar no blog que te indicou o meme.

- Qual o livro você indicaria para um pessoa 
   começar a ler?
   Resposta: 1ª  Antologia Literária Escritos lisérgicos,
   uma coletânea  de poesias, contos e crônicas sobre o 
   tema Natal por Christian V. Louis, muito apropriado 
   para a época e do qual participo com um conto. O 
   livro está lindo, onde vários autores expressam 
   sua maneira de ver  esta festa linda, estou lendo e 
   recomendo.


Este é o link para quem quiser adquirir o livro


Blogs indicados:

http://sandra-sentidos.blogspot.com.br
http://poemaseversoslovestories.blogspot.com.br/
http://reflexosespelhandoespalhandoamigos.blogspot.com.br/
http://gracitamensagens.blogspot.com.br/
http://mariakaty.blogspot.com.br/
http://melbernardo.blogspot.com.br/
http://aparteeotododemim.blogspot.com.br
http://www.escritoradeartes.com
http://carlosrimolo.blogspot.com.br/

Beijos a todos e feliz natal!


segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Dorme, querido...


Vestida de silêncio e misteriosa,
a noite seduz tão voluptuosa,
e fico a delirar;
Entrando em êxtase minh'alma,
com a intensa paz o coração acalma,
e fica a suspirar...

Nessas horas, lindos anjos benditos,
brincam felizes no céu infinito,
com raios de luar;
Imagino um anjo iluminado,
estar sempre, sempre ao meu lado,
a me guardar!

E tu amor, dormes serenamente,
dorme querido, assim, inocentemente,
entregue à noite nua;
Tenha lindos sonhos, meu amado,
sonhos ardentes e apaixonados,
e neles sou tua!


Nádia Santos
São Luis-MA
14/12/12

sábado, 15 de dezembro de 2012

Como sonhei...


Como sonhei no decorrer dessa vida!
Dei adeus a tantos sonhos...
Tantos sonhos bobos cultivei...
Tantos sonhos loucos embalei...
Tantos sonhos impossíveis,
Que já nasciam com enormes asas...
Mesmo assim os cultivava,
Porque eles aliviavam as decepções
Que tentavam me desencorajar.
Foram estes sonhos que não me
Permitiram ser amargurada.
Tantos sonhos tão esperados 
Vi morrer...de repente...
E tantos outros vi cair moribundos!
Alguns foram enterrados, outros...
Foram levados pelo vento e...
Pelo tempo esquecidos...
Vi sonhos que pensei perdido... voltarem!
Proporcionando-me felicidade! 
Se eu fosse contar meus anos em sonhos
Ah! Seria tão velhinha!
Sonhos de ontem... de hoje... de amanhã...
São eles que fazem meus dias mais leves,
Mais esperançosos, mais cheios de alegria!
Será que existe alguém que diz
Não ter mais sonhos?! (se tiver...)
Pobrezinho... já morreu!

Nádia Santos
08/12/12

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Agradecimentos especiais

Neste momento, quero fazer uma pequena homenagem 
a três amigos e seguidores, que estão no top comentarista
deste meu espaço. São de um carinho sem explicação e
comentam sempre e de maneira muito inspiradora tudo, 
ou quase, tudo que eu posto aqui. E a quarta pessoa 
é por se dizer, até minha fã e seus comentários 
realmente chegam até a me emocionar de tão calorosos. 
Abaixo minha gratidão, que é pouca, mais foi  
a maneira que encontrei pra dizer OBRIGADA. 
E este obrigada estendo a todos que por aqui
passaram e comentaram me deixando muito
feliz, pois cada palavra de vocês é um estímulo 
e ver nosso trabalho reconhecido é gratificante, 
Beijo no coração de todos que 
me seguem e comentam.




Pedro Pugliese - Blog Por amor
1° Top comentarista






Dulce Morais - Blog Crazy 40 Blog
2° Top comentarista





Donetzka Textos bonitos, imagens lindas, e muito mais
3° Top comentarista





Maria Machado - Blog Maria Machado
Agradecimento especial




*Se cada um quiser levar sua foto
fique a vontade,  afinal, presente é 
para ser levado





Nádia Santos
14/12/12

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Senhora noite


Já é tarde. A noite é de tudo senhora
Meus olhos tombam pesados, cansados...
Como queria imensamente nesta hora
Lânguida... cair nos teus braços...

E que teus braços me apertassem
Carinhosos e voluptuosamente
E assim do meu corpo despertassem
Os desejos mais insanos e ardentes...

Na escuridão um fogo me assanha
Vem queimando minhas entranhas
E uma força estranha me põe louca...

De repente tua mão muda e quente
Se põe em minha coxa... indecente
E tu beijas amor, a minha boca...



Nádia Santos
São Luis-MA
13/12/12

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Sereia


Se estou em teus braços
Nua... inteiramente tua
Penso ser uma sereia...
E quero mergulhar
Cheia de volúpia
Nas profundezas
Do mar do teu olhar...
No oceano misterioso
Que é teu corpo,
Onde me deleito...
E esquecendo do mundo
Vou em mergulhos,
Cada vez mais profundos
Afogar-me, nos teus beijos
Loucamente... intensamente!
E extasiada de desejo
Em te permanecer... morrendo...
Para ser feliz!

Nádia Santos
São Luis - MA
12/12/12








terça-feira, 11 de dezembro de 2012

O mendigo


Naquele banco gelado de jardim, deitado
Tendo como cobertor o infinito céu
Tenta descansar o corpo despedaçado
Sozinho, abandonado... jogado ao léu...

No seu coração morreu a esperança...
Pobre mendigo, só conheceu desventura
Jamais desfrutou da bem-aventurança
Só colheu espinhos e cultivou amargura...

Sonhos? Não os tem... nem sabe o que são
Segue pela vida em passos lentos, demente
Carregando seu fardo de dor e desilusão
Já está a sua alma moribunda... descrente...

Suas lágrimas foram secando... aos poucos
Encontra-se perdido... num vazio profundo
Já não sabe mais rezar... grita, como louco!
Não se sentindo parte, desse triste mundo...




Nádia Santos
São Luis-MA
09/12/12

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Lembro de ti...


Olho o céu infinito...
Uma noite de um azul escuro.
Poucas estrelas...
Algumas nuvens...
Uma brisa suave...
Um friozinho bom....
As árvore, as flores, as folhas
Balançando felizes!
Os pássaros nos ninhos.
O mundo começando a dormir...
Silêncio!
Contemplo a noite...
Enquanto meus olhos 
Se perdem na escuridão.
E lembro de ti... de repente!
No corpo acende uma fogueira
Que me deixa ardente
E até minha alma...
Onde está minha alma?!
Ah! Já foi desesperada
Para junto da tua...
Ainda mais apaixonada!





Nádia Santos
São Luis-MA
10/12/12

Participação na 4ª Antologia Poética da ALAF



Meus queridos, este ano para mim foi de muitas surpresas literárias, pois como postei aqui tive participação em várias antologias e hoje saiu a lista dos selecionados para participar da 4ª Antologia Poética da ALAF - Academia de Letras e Artes de Fortaleza, na qual estou participando com duas poesias, uma já postada neste blog e outra inédita. Nem dá para explicara todos vocês minha felicidade, só quem escreve sabe da emoção de ter um trabalho seu publicado. Deixo abaixo minhas poesias selecionadas e meu grande e carinhoso beijo e digo que todos esses trabalhos dedico para todos que me prestigiam.

Obrigada.

Obs: Esta Antologia da ALAF foi realizada em parceria com a LITERARTE-Associação Internacional de Escritores e Artista, da qual faço parte.
http://sitedoescritor.ning.com
**********************
Poesias selecionadas:

INSTANTE MÁGICO (Inédita)
DESEJO AO ENTARDECER









domingo, 9 de dezembro de 2012

Não importa...

Amanheceu cinzento o dia...

Vestido com um manto triste
Caminhos vazios, sem alegria
E uma chuva, que fina persiste

Chuva caindo no telhado
Tão linda, batendo na janela
Deixando o vidro embaçado
Produz uma canção tão bela...

Tempo que alimenta a solidão
Deixando saudoso o coração
Deixando tudo tão frio, vazio...

Mas em nosso quarto há calor
E nos amamos cheios de ardor!
E não importa se chove ou faz frio


Nádia Santos
07/12/12

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Deita aqui...

Vem... deita aqui do meu lado
Em instantes te deixarei refeito
E com meu carinho delicado
Teu corpo se sentirá perfeito...

Farei com que esqueças do mundo
Colocarei tua cabeça em meus seios
Afagarei teus cabelos bem profundo
E esquecerás por completo os receios

Encontrarás conforto em meus braços
Desejarás ficar bem preso neste laço
Seduzido e mais e mais apaixonado

Entregues assim, dominados pelo prazer
E com o desejo envolvendo nosso ser
Nossos corpos terminarão entrelaçados...
Nádia Santos
São Luis-MA
04/12/12

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Junto a ti

Junto a ti é florido o meu mundo
Vejo a lua com um brilho mais fulgente
A noite tem um escuro mais profundo
É bem mais esplendoroso o poente!

Meus olhos são borboletas se divertindo
Como se fosse primavera todos os dias
Minha alma vai em sonhos viajando
Se me envolves num abraço, é só alegria!

Sinto intensamente o perfume das flores
Borboletas e pássaros disputam amores
O meu mundo se transforma num jardim...

Sempre, carinhosamente, a me convidar
Para que eu possa, embevecida, sonhar
Estão os teu braços estendidos para mim!



Nádia Santos
São Luis-MA
10/10/12

Loucamente


Acordei... já era madrugada
O mundo silencioso dormia
A lua languescente e cansada
Da noite, devagar, se despedia

Meu corpo se vestiu de desejo
Em frêmitos todo me tomou
Meus lábios sedento do teu beijo
Minhas mãos teu peito acariciou...

Sentindo tua pele quente
Invadiu-me anseios ardentes
Em arrepios meu corpo vibrou...

Despertasse com minhas carícias
Se puseste sobre mim com malícia
E loucamente... vorazmente me amou...

Nádia Santos
02/12/12

domingo, 2 de dezembro de 2012

Tu

Meu pensamento 
Em tom cinza
E eu sozinha
Em profundo mergulho...
Minha'alma... inerte... 
Apenas observava...
De repente... tu surgiste! 
Minh'alma exultou!
Meu pensamento mudou 
E tudo se transformou!
E nós fomos jogadas 
Num redemoinho
De fantasias excitantes!
Tudo ficou intensamente belo
E tua simples lembrança
Nos trouxe felicidade, 
Nos trouxe esperança!
Reacendeu em nós 
A vontade de viver
Reacendeu o desejo 
Adormecido
E nos fez esquecer...
Que existe... amanhã!
Nádia Santos
São Luis-MA
02/01/12

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Inveja

Existe um ser malevolente
Uma criatura doente;
Em seu coração ele carrega
Algo que o faz pequeno
Algo que parece veneno...
É a inveja, que o cega!

Cuidado com o invejoso!
Ele é um ser malicioso...
Quer estar perto de quem é sucesso
E delira com o seu crescimento
Pra sonhar com o seu desaparecimento...
Pois lhe dói ver do outro o progresso!




Nádia Santos
São Luis-MA
21/11/12

Quero ser feliz hoje!

Cada dia, ao despertar
- Que maravilha, mais um presente!
Preparo-me para viver cada momento...
Que é único e ele não tem retorno
E não importa a intensidade de sua importância.
Valorizo cada conquista.
Não reprimo meus sentimentos!
Se sinto vontade de chorar... deixo o pranto cair!
Se sinto vontade de sorrir.... dou risadas a toa!
Se sinto vontade de silenciar... calo-me...
Já não digo mais a frase: "Ainda vou ser feliz!"
Que bobagem! A felicidade (eu percebi), consiste
Nas pequenas conquistas diárias.
Não fico esperando grandes acontecimentos
Pois assim, corro o risco de estar passando
Por esta vida sem saber o que é felicidade,
Tornando-me uma pessoa frustrada e amarga.
Por isso aproveito bem meu dia,
Fazendo tudo o que sinto vontade,
Entregando-me aos momentos, intensamente,
E agradecendo ao Pai... sempre!
Pois eu quero ser feliz hoje, imensamente!
Nádia Santos
São Luis-MA
21/11/12

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Quando abres teus braços...


Quando abres teus braços para mim
Vislumbro um caminho repleto de sonhos
Como se surgisse uma estrada florida 
de rosas vermelhas, a cor da minha paixão,
a cor de minha vida! Como se teu corpo
fosse a luz da aurora, todo iluminado,
onde por ti caminho em busca da volúpia
tentadora dos teus beijos, dos teus abraços,
do mel do teu corpo, que sorvo ávida
e que me faz renascer... radiante!
Quando abres teus braços para mim...
Deixo que penetres minha alma,
e arranque as tristezas e as dores...
Esquecendo do tempo... E neste momento
escuto a brisa cantar a canção dos amantes,
que me faz feliz, viva, vibrante, ardente...
Sou tua amada, tua mulher enfim! E tudo isso...
Quando abres teus braços para mim...



Nádia Santos
São Luis-MA
26/11/12


quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Selos presente

Venho agradecer aos queridos amigos que me 
presentearam com lindos Selinhos que ficarão
postados  na  minha  página  de  selos/mimos.
Abaixo  deixo  o  link  de  seus  blogs  para que
todos   visitem.   Obrigada   Pedro    Pugliese ,
Donetzka Cercck.  e Carlos Rímolo.














http://donetzkatextosbonitoseimagenslindas.blogspot.com.br/
















http://poramorr.blogspot.com.br
















http://carlosrimolo.blogspot.com.br/





Palhaço tristeza

Todo colorido,cara pintada ele chega!
Entre saltos e muitas piruetas
Leva todos ao delírio, por horas
Alegrando a platéia que se deleita!

Dando cambalhotas, caindo no chão
Arrancando de todos gargalhadas
Sem nem imaginar, a multidão
As lágrimas que ele guarda represadas...

Chegando ao fim do espetáculo
O público grita entusiasmado
Mas ele tem o coração despedaçado...

Sorri o palhaço, sufocando o pranto...
E como ele, tantos cantam a alegria
Enquanto no peito... só desencanto...

Nádia Santos
28/11/12




Pecados...

Tenho em minha boca
O gosto do teu beijo...
Ah desejo!
Tenho nos ouvidos
O eco de tua voz...
Saudade atroz!
Trago nos meus olhos
A tua imagem refletida...
Tão linda!
Trago no meu corpo
Teu cheiro impregnado...
E nele um doido anseio incontido....
De cometer, por amor, 
Loucos pecados...





Nádia Santos
São Luis-MA
28/11/12

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Desnuda-me

Se teus olhos sorri... tira-me a calma

Vestindo-me, inteira, com véu da paixão
Enquanto desnuda-me toda minh'alma
Estremece todo meu corpo de emoção

Desse lindo olhar vem uma luz fulgente
Que afastam pensamentos sombrios
Nas veias o sangue ferve inclemente
Aquecendo-me, e não sinto mais frio...

E basta, querido, um olhar ardente teu
Para arrancar-me desse profundo vazio
Provocando no corpo, frêmito e arrepio

E este teu olhar cheio de querer no meu
A minha imagem, nua, quero ver refletida,
Loucamente e completamente rendida!
Nádia Santos
25/11/12

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Borboleta

Sonhei ser uma borboleta!
Vivia em plena liberdade
E o perfume da violeta
Trazia-me mais felicidade!

Morava num belo jardim
Repleto de flores mimosas
E entre lírio, tulipa, jasmim
Reinava a beleza das rosas

Um dia um vento do norte
Trouxe terrível ventania
E este infortúnio tão forte
Jogou-me no chão, onde jazia...

Já sem esperança e descrente
Fenecendo de frio no chão
Senti o calor de tuas mãos
Dando vida ao meu coração!

Recuperada, feliz e ativa
Por teu amor, por teu zelo
Serei de ti eterna cativa
E de te cuidarei com desvelo

É tão triste tua alma...
No teu olhar não se vê sonho
Teu mundo perdeu a calma
Vives num vazio medonho...

Fica! Pediste-me chorando...
Trouxeste-me a bonança
És a doce chama alimentando
A minha, quase extinta, esperança

Bendita seja a ventania
Que jogou-me naquele chão
Encontrei nova moradia
No jardim do teu coração...

Acordando deste sonho breve
Tão lindo...extasiada e sorrindo
Sentindo o coração ainda leve
Olhei, e tu estavas lindo dormindo...
Nádia Santos
São Luis-MA
25/11/12


sábado, 24 de novembro de 2012

Canção silenciosa


Elas querem estar juntas, unidas
Entrelaçadas a outras em harmonia
Com a mesma intensidade e alegria.
Mãos que no calor se afagam...
Mãos que se tocam carinhosas,
Em intimidades ardorosas...
Mãos que no silêncio falam,
Cantam a sinfonia do amor,
A canção silenciosa
Dos amantes apaixonados.
Palavras são substituídas 
Por gestos e olhares ardentes
Que dizem muito mais...
E para elas bastam,
Os sussurros e os ais...
Nádia Santos
24/11/12